Tag Cloud SEO – Nuvem de Tags ajuda em SEO?

A Tag Cloud, ou nuvem de tags em Português, é aquela estrutura que combina várias palavras e/ou frases que sejam as mais usadas, mais relevantes, ou de maior interesse conforme algum critério, e é apresentada em um site de forma visualmente atrativa (como na imagem a seguir), ou em uma lista simples mesmo.

tag cloud - nuvem de tags

Geralmente essa lista é criada de forma que cada palavra, ou frase, é um link para uma outra página no site, seja um resultado de busca, ou uma página que lista todos os conteúdos marcados com tal tag (tipicamente o caso de blogs).

Aí nasce a dúvida:

Frank, um desafio para você! Sabe me dizer se é vantajoso utilizar tags das buscas do dia como o Walmart? Qual é sua vantagem? Não acaba diminuindo a força de todos os links do site? Obrigado e parabéns pelo trabalho!

Dúvidas como essa chegam frequentemente nos cursos do Mestre Academy, especialmente no curso SEO para WordPress.

Para esclarecer o uso de tags, preciso que você tenha em mente questões como:

Antes de continuar, leia os posts acima e as outras referências neles para ganhar mais contexto e vocabulário para o que está por vir.

Nuvem de Tags e Link Juice

O uso de tags e nuvem de tags ganhou força em um determinado momento da evolução do SEO por proporcionar uma explosão de links internos otimizados e páginas de termos específicos que os usuários poderiam ter interesse.

Para um site relevante e com PageRank alto (ou muito link juice), o uso da tag cloud acelerava a distribuição dessa força toda entre várias páginas.

Inicialmente, a nuvem de tags espalhada por todas as páginas do site até representava vantagem, porém, sites pequenos poderiam sofrer em vista da elevada divisão de link juice entre cada link de uma tag cloud, além de todos os outros links de uma página.

Aí, era possível (e recomendável) usar a tag cloud apenas na página inicial do site, ou criar grupos de tags para diferentes categorias, e controlar um pouco melhor essa divisão de link juice.

Com a evolução do Google e da sua necessidade de otimizar o uso de seus recursos de rastreamento e indexação para cobrir a maior quantidade possível de páginas e sites relevantes, entrou em cena um novo fator:

Nuvem de Tags x Crawl Budget

O Crawl Budget foi o termo em inglês usado para definir o conceito de que o Google reserva uma quantidade limitada de recursos (tempo e processamento) para cada site conforme é a sua relevância (o Google geralmente liga isso ao PageRank. + PageRank = + prioridade = + recurso).

Vamos simplificar crawl budget para tempo que o Google vai gastar no seu site.

Dessa forma, como a tag cloud geralmente coloca links para páginas que não adicionam novos conteúdos, apenas agregam conteúdos existentes, ter uma nuvem de tags no site passou a ser uma ação arriscada, pois esses links poderiam consumir todo o tempo de um site e o Google não chegaria às páginas com conteúdo relevante de fato.

Assim, uma lista de tags muito grande e espalhada por várias páginas, poderia anular completamente o tempo do Google para novas páginas e conteúdos relevantes nesse site.

Nuvem de Tags x Keyword Stuffing

Neste caso, a tag cloud pode simplesmente virar spam. Se a lista ficar com tags muito parecidas umas com as outras, ou contendo termos muito próximos um dos outros, a tag cloud pode virar uma grande concentração de palavras-chave, virando keyword stuffing, um erro de SEO básico.

Então o melhor é nunca usar tags, nem Tag Cloud?

Quase isso. Você pode usar uma nuvem de tags, porém, em vez de usar no formato tradicional, que é gerada automaticamente seja a partir das tags usadas em posts de blog, ou a partir dos termos de busca interna no site, ou similares, você pode usar controlando as tags manualmente.

Você pode usar uma tag cloud para escolher quais termos usar para indicar quais páginas internas do site, de modo que possa impulsionar páginas que estejam precisando de uma força. E mantendo a nuvem apenas na página inicial, ou (poucas) páginas fortes do site.

E um uso que eu assino embaixo para tags é para criação de uma segunda arquitetura de navegação para o site. Por exemplo, uma livraria que pode usar categorias para os segmentos literários (romance, auto-ajuda, estrangeiro …) e tags para funcionarem como página de autor.

Não só estaria listada a lista de obras de tal autor, mas também sua biografia e informações complementares úteis. Dessa forma, a tag pode ganhar um papel fundamental para ocupar resultados de busca no Google.

A Tag Cloud Ajuda SEO?

Sim, se usada corretamente. Não, se usada incorretamente.

Para a maior parte dos casos é melhor não usar, em vista dos problemas com a divisão de link juice, spam e o crawl budget. Mas se o seu site tem uma estrutura que comporta 2 formas de arquitetura, você pode se apoiar em tags para conquistar muita visibilidade no Google.

Tem alguém precisando de esclarecimento sobre o uso de tags? Compartilhe esse post!

Leitura recomendada:

3 thoughts on “Tag Cloud SEO – Nuvem de Tags ajuda em SEO?

  • Conteúdo bem interessante. Chamou-me minha atenção para um recurso que utiliza mais focando em oferecer uma facilidade para navegação dentro de um tema, nunca tinha pensando pelo lado do SEO, principalmente para a Nuvem de Tag.

    Utilizo a nuvem de tag apenas na parte do blog (
    http://holiste.com.br/blog/) e taguei os posts com o tema do conteúdo e os profissionais que são citados nele. Otimizo também algumas urls das tags (http://holiste.com.br/tag/fechamento-de-hospitais-psiquiatricos/ e http://holiste.com.br/tag/depressao/) com o objetivo de rankear melhor para o termo, mas faço cheio de dúvidas.

    Estou no caminho certo?

  • Fala, Bruno!

    Bom, se o blog já está organizado em categorias, criar uma segunda organização em tags pode atrapalhar. Liste tudo (categorias e tags) e veja se não existem caracterização muito próxima, tag x tag, tag x categoria ou categoria x categoria. Evite repetições e variações pequenas.

    Se as páginas de tags e categorias realmente não completam ou complementam as informações para o visitante, talvez elas estejam em excesso. Você, que conhece o site, o público e o segmento, pode fazer esse julgamento melhor do que eu para o seu site 😉

    Não deixe de conferir, também, o Google Analytics e o Search Analytics, para aferir a performance dessas páginas. Se estão indo bem, definitivamente, mantenha tudo como está. Se não estão bem, talvez valha a pena estudar mudanças.

  • Legal, gostei muito do post, estava com essa dúvida referente a tag de nuvem, eu já estava fazendo errando então, distribuindo pelos posts, vou distribuir somente algumas na pagina inicial, pra ajudar na impulsão de alguns posts raiz, obrigado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *