Frankmarcel.com

O que é PageRank? Nofollow e SEO


PageRank é o algoritmo desenvolvido por Larry Page e Sergey Brin para determinar a relevância de páginas e websites baseando-se principalmente em links que referencia cada página na Internet. Esse algoritmo faz parte dos sistemas de classificação e pontuação de páginas que o Google utiliza para ordenar os resultados em sua página de pesquisa.

Ele foi tão importante que em torno dele surgiu o conceito de link building, o conjunto de estratégias de SEO que tem por objetivo conquistar novos links e é alvo de dúvidas frequentes:

Frank qual a diferença entre popularidade e pagerank, tenho uma dificuldade enorme em descolar links que apontam para meu site dando voto a maioria deles é NoFollow apontam meu site mas não passam voto onde e como posso administrar isto

PageRank é o conceito mais fácil de definir. Popularidade é um tanto quanto subjetivo, tem as suas nuances referenciando PageRank, tem o lado que bate com o senso comum sobre popularidade. Então vamos lá: O que é PageRank?

O que é PageRank?

PageRank foi o nome dado ao algoritmo que fez o mundo das Search Engines mudar e se definir como conhecemos hoje. Desenvolvido por Sergey Brin e Larry Page (por isso o nome PageRank – o Ranking do Page), fundadores do Google.

O PageRank foi a base de funcionamento do Google nos seus primeiros anos de vida e sua linha de funcionamento teve origem no conceito de referências bibliográficas: mesmo com alguns poucos anos de escola, nós já aprendemos que ao fazer um trabalho ou pesquisa, precisamos identificar a bibliografia utilizada como base de tal pesquisa, ou seja, indicar as fontes autoritárias que embasaram o trabalho desenvolvido.

O PageRank original seguia a mesma linha, em uma analogia com links. Page e Brin entenderam que quando um documento na Internet possui um link para um outro documento, é sinal de que este segundo documento é uma autoridade que embasou o primeiro, logo, tem grandes chances de ser mais importante.

Quando terceiros e quartos documentos também possuem um link para aquele segundo, tratam-se de sinais que reforçam ainda mais a importância dele; da mesma forma que acontece com referências bibliográficas – um trabalho muito citado como base em outros livros e publicações, muito provavelmente é uma autoridade no assunto.

E daí o frenesi em conseguir tantos links quanto fosse possível.

Em especial, o Google potencializou a atenção que se dava ao PageRank quando o transformou em um valor visível.

A, uma vez famosa, barra do Google que mostrava o valor de 0 a 10 ou n/a para cada documento na web (página html, sitemap.xml, pdf, etc), que, para completar, se atualizava apenas algumas vezes no ano.

Ainda hoje, a atualização do PageRank é periódica, mas com tantos fatores adicionados ao sistema de classificação do Google, ele perdeu atenção.

Naquele momento, foi fácil perceber que quanto maior o PageRank de uma página, mais importante era o link que partia dali. E quanto mais links, mais PageRank – E quanto mais PageRank, mais importância o Google dava ao documento.

Mas isso são tempos remotos, de quando o Google ainda estava iniciando. Com o passar do tempo, todas Search Engines perceberam que não bastava fazer uma contagem de links, era necessário avaliar outros fatores:

E para cada novo fator colocado por Search Engines para classificar os resultados em uma busca, os estudiosos dos resultados de busca achavam uma nova maneira de se destacar; de onde os engenheiros das Search Engines tentavam minimizar os efeitos; e o ciclo se renova até hoje.

Hoje, o PageRank não é mais o mesmo de quando foi criado, sofreu algumas alterações. Mas mais do que mudar o PageRank, o Google mudou a forma como classifica os resultados além do PageRank, considerando personalizações, localização geográfica, histórico de busca e muitos outros fatores além do PageRank.

Embora ele não seja mais um fator decisivo para o posicionamento de uma página, ele ainda entra na composição do algoritmo de classificação, uma vez que os links e a filosofia de referências ainda está presente.

PageRank Hoje

Fora a definição técnica e algorítmica do PageRank, hoje ele representa também o conceito de importância dos documentos da web dentro de uma escala de 0 a 10. Com muitas ferramentas e profissionais também abordando a questão da importância, outras denominações derivaram do PageRank, bem como métricas que são de 0% a 100%, ou fraco a forte, ou outras.

O PageRank também representa a distribuição dessa importância de um documento, ou seja, a idéia de que quando uma página contém um link para outra, a primeira “passa PageRank” para a segunda – dá o voto de que a segunda é uma página de qualidade.

E daí, a relevância ganhou novos nomes: Link Juice, força da página, importância da página, autoridade da página ou até mesmo popularidade da página, tudo gira em torno do mesmo conceito: cada documento da web tem uma relevância diferente, relevância a qual as Search Engines tentam medir e, em alguns casos, tentam representar:

Popularidade

Nesse contexto do PageRank, a popularidade é um sinônimo para a relevância de uma página, significando que ela recebeu muitos backlinks.

Mas no contexto de toda a web, a popularidade pode ser mais versátil e ir além, significando um conteúdo que foi muito compartilhado em redes sociais.

Ainda, considerando os termos buscados, a popularidade pode representar àqueles que são mais buscados, termos com alto volume de pesquisa mensal.

Conforme o contexto, a popularidade pode ser um conceito adaptável. Se o assunto é link building, PageRank e cia, é melhor usar os outros nomes: autoridade, relevância, link juice, ou até o PageRank.

Nofollow Links e SEO

Em seguida do reconhecimento da capacidade que o link tem para posicionar uma páginas nos resultados do Google, surgiram dezenas de maneiras de conquistar esses links, inclusive, pagando para ter links. Isso colocou em conflito 2 cenários de compra de links e ocasionou o surgimento do Nofollow.

O nofollow é um valor para o atributo rel da tag <a> da linguagem HTML e é usado da seguinte forma:

<a href="http://formspring.frankmarcel.com/" rel="nofollow">link com nofollow</a>

Por definição, ele serve para impedir o link de “passar PageRank” para a página destino. No exemplo, o link não passaria PageRank para a URL formspring.frankmarcel.com devido ao uso do nofollow, não aumentando o valor dela para o Google.

E por que isso seria útil, se o objetivo é justamente que os links passem valor e ajudem a classificar os melhores resultados para as buscas? Por conta da compra de links.

Cenario 1: Compra para manipular PageRank

Os resultados do Google estavam prestes a virar domínio de quem tivesse mais dinheiro para investir em compra de links, então o Google colocou as suas diretrizes orientando que webmasters não fizessem isso ou teriam os seus sites penalizados. Tanto quem compra, como quem vende o link.

Cenário 2: Compra de tráfego

Acontece que parte dos investimentos em compra de links tinham o objetivo de comprar o tráfego, na verdade, e não comprar a autoridade no Google.

Por exemplo, um site popular com a opção de se fazer um publieditorial (pagar para postar um conteúdo nele). Eu quero colocar um post lá para atrair visitas para o meu site, expor a minha marca, não para manipular rankings no Google.

Para isto o nofollow cai como uma luva. Ele tem a habilidade de dizer “Google, eu estou pagando pelo link, mas não o considere nos seus algoritmos, não quero manipular os resultados de busca.”

Assim, sempre que se usa um link que possa quebrar as diretrizes do Google por entrar no cenário manipulação, ou esquemas de links, o nofollow é uma alternativa para dizer “Google, desconsidere esse link dos seus algoritmos.”

E o nofollow trouxe com ele um novo termo, o link dofollow, que é o contrário de um link nofollow. O link dofollow passa link juice.

Links DoFollow – Como conseguir?

Aí está toda a mágica do SEO e estratégias de Link Building. Curiosamente, as principais formas de conseguir links dofollow estão associadas a produção de conteúdo.

Ter conteúdo interessante/relevante acaba sendo uma maneira eficiente de conseguir bons links. As idéias são diversas, como listas, entrevistas, pesquisas, reviews e muitas outras formas de conteúdo que eventualmente acabam atraindo links.

Relevância do Link

Apesar de não passar PageRank, um link com o nofollow não é uma perda completa. Primeiro, é um caminho para atrair visitas para o seu site. Segundo, há uma tese de que o link tenha 2 influências separadas para a autoridade de uma página:

Significando que mesmo um link com o nofollow, que não passa autoridade, tem ainda o poder de influenciar o Google com o texto âncora, pois o Google se aproveitaria disso para adicionar contexto e classificação para a página que recebe o backlink.

E isso é tudo. Consegui esclarecer? Se sim, pode me ajudar a compartilhar este artigo? Valeu!

Leitura recomendada: