Link Building: Indexando Páginas Com Links para suas Páginas

Olá caro Marcel! Enviei um post em alguns diggs, certo!? em meia hora ou poucos menos 2 Diggs tiverem indexação. Já os demais levaram alguns dias. Hoje faz 20 dias e 4 Diggs com meu post ainda não foram indexados. Qual a solução mais viável?

Essa pergunta é realmente muito legal. Às vezes nós passamos um bom tempo desenvolvendo Link Building para o próprio site e um ponto importante é justamente verificar a indexação das páginas que possuem backlinks para nosso site.

Será que as páginas com os links são ou se tornaram relevantes? Será que tem um bom posicionamento no Google?

É muito comum deixar isso de lado ou não dão a devida atenção, mas acaba que boa parte dos links criados ficam atrelados à novas páginas que, evidentemente, precisam ser encontradas pelo Google e consideradas como detentoras de alguma relevância para que a página com o backlink seja indexada e, finalmente, para tal backlink ter valor de fato na estratégia.

Ok, mas agora que você abriu os olhos para este detalhe e vai sair atrás dos conteúdos que você criou e tem backlinks para o seu site, bem como monitorar a indexação dessas novas páginas com novos links, o que fazer quando for constatado que uma dessas páginas não está indexada?

Partindo do princípio que você utiliza as estratégias de Link Building justamente para melhorar o posicionamento do seu site, nada melhor do que usar a mesma estratégia para as páginas que tem links para o seu site.

A consequência é que essas páginas ficarão mais relevantes (ou relevantes o suficiente para o Google considerar) e, portanto, o seu site fica mais relevante.

Em todos os casos, vale a pena considerar que a velocidade de indexação do Google varia de site para site e pode ser normal levar um tempo maior.

Leitura recomendada:

7 thoughts on “Link Building: Indexando Páginas Com Links para suas Páginas

  • É, o Google Webmasters Tools é uma ferramenta bem interessante, mas os dados não são lá tão precisos.

    A informação sobre URLs do sitemap.xml no índice é boa, mas a de backlinks nem tanto. É apenas uma porção.

    Mas com certeza, antes isso do que nada! Go go go Google!

  • Pra você acompanhar a indexação das páginas do seu site você pode usar o google webmaster tool. Ele te mostras quais páginas estão indexadas e a quantidade de links internos pra elas.

  • Realmente a relevancia de um site e seu conteudo faz toda a difrenca, hoje tenho um onde faco uma nova pagina e em 3 minutos ela ja esta indexada, porem antes de conseguir isso tivemos que fazer uma boa estrategia de link building tanto para a index como para as novas paginas!

  • Muito bom isso, Junior. Na MestreSEO a gente tem uma resposta muito rápida do Google também frente a novos conteúdos. Por aqui, eu confesso que não faço medições. Mas não costumo ter problemas não.

  • Muito bom o post.

    Tem muito profissional deixando de reparar se a página onde estão os novos back links foram indexadas. Isso resulta em uma perda desnecessária de tempo e em medições erradas.

    É deixando de prestar atenção nos pequenos detalhes que a análise das estratégias vão por água abaixo.

    Até mais!

  • É uma situação diferente realmente. No fim das contas, tem até o detalhe de verificar se o link está no Google Webmasters Tools ou não. Mas por lá, nem todos links são exibidos, o que dificulta saber se está sendo contado ou não. Vida de SEO não é fácil! =)

  • A estrategia de linkbuilding é uma teia de aranha.

    Exemplificando:

    10 digs = 1 post seu pra cada.

    dos 10 enviados. 5 foram indexados. dos 5 não indexados, vc pega a url deles e envia para os diggs que indexaram rapidamente. Vc vai ter algo assim…

    5diggs(M) -> 5link-post (5diggs aponta para o seu site. ja indexados.)

    5diggs(M) -> 5diggs(S) -> 5link-post

    diggs(M) = diggs com rapida indexação
    diggs(S) = diggs com baixa indexação.

    Os diggs master irão “forçar” o Google a Indexar os Diggs com baixa indexação. Dai vc reduz o tempo de 20 dias pra poucos dias ou ate mesmo horas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *